DURANTE DEPOIMENTO, JOVEM DE 18 ANOS CONFESSA QUE MATOU PAI A TIROS EM PALOTINA.

O filho de Cristiano Felipe Siqueira 37 anos (foto) confessou em depoimento que matou o pai, afirmou o Delegado Pedro Lucena responsável pela investigação.
Conforme o relato para a CATVE nesta quarta-feira (13), a vítima tinha “obrigado o filho a morar com a família justamente por conta do uso de cocaína, com o objetivo de fiscalizar as ações do filho e ajudar na recuperação”. 
No depoimento na Delegacia de Polícia Civil, o acusado contou que era repreendido constantemente por Siqueira e chegava a ser agredido. O crime de Cauã é considerado triplamente qualificado, considerando que ele planejou, usou arma de fogo e não permitiu a vítima esboçar reação.
As outras duas pessoas encaminhadas à Delegacia devem responder por favorecimento real, além disso receberam termo circunstanciado. Eles esconderam o rapaz que foi preso algumas horas após o crime. 
A avó do acusado e mãe de Cristiano será ouvida nesta quarta-feira pela polícia. Ela estava na casa no momento do crime. 
O crime
Um filho de 18 anos está sendo acusado de matar o próprio pai na manhã desta terça-feira (12) no oeste do Paraná. A cidade do crime, Palotina, está localizada a 96 km de Cascavel.
Caso aconteceu por volta de seis horas da manhã quando a vítima, Cristiano Felipe Siqueira, 37 anos, chegava em casa depois do trabalho e é surpreendido pelo filho armado. A polícia informou que pelo menos oito tiros foram efetuados contra o homem.
Conforme a Polícia Militar, a mãe da vítima e a avó do jovem escutou um forte barulho, foi até o quarto do neto, ele pediu para que ela voltasse a dormir. Minutos depois escutou Siqueira pedindo por socorro e quando voltou ao cômodo o homem estava caído no chão. Além disso, o jovem teria assumido o crime e inclusive chegou a indicar o local onde escondeu a arma de fogo .380. Pistola registrada no nome da vítima.
Logo após os disparos, o atirador de 18 anos fugiu do local. A arma foi localizada pela Polícia Militar. 
Fonte: Catve

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.