Paraná

“Fiquei sem comer por 12 dias”, diz jovem atacada com soda cáustica

Isabelly, que agora se recupera em casa, também revelou que não tem mais contato com o atual da suspeita

A jovem Isabelly Ferreira, que teve soda cáustica jogada contra seu rosto no dia 22 de janeiro, em Jacarezinho, no Norte do Paraná, deu um depoimento à RICtv, onde falou sobre o ataque e seu processo de recuperação. Ela afirmou que não tem mais nenhum contato com o ex e atual da suspeita – que confessou cometer o crime por ciúmes

Isabelly disse que o relacionamento com o rapaz durou por cerca de um ano e meio. “A gente terminou em janeiro desse ano e depois disso a gente não teve contato nenhum, nem por mensagem, nem pessoalmente, nem nada”, explicou ela.

A vítima também afirmou que mensagens que a suspeita havia lido no celular do namorado eram antigas, pois após o término ela e o ex não se comunicaram mais. Segundo Isabelly, ela nunca teve contato com a agressora.

“Eu sempre treino no horário de almoço e desci para a academia no mesmo horário de sempre. Quando estava chegando perto da academia veio uma pessoa com peruca loira, roupas masculinas, luvas e um batom vermelho, e com um produto na mão borbulhando. No momento eu me assustei e tentei me esquivar atravessando a rua. Mas a pessoa percebeu que eu ia me esquivar e correu em minha direção. Nisso ela jogou o produto no meu rosto, na minha boca, quase foi ingerido”.

Isabelly foi socorrida por populares e encaminhada para atendimento médico no município, porém teve que ser transferida para o setor dos queimados Hospital Universitário de Londrina. Ela foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), intubada e permaneceu em coma durante alguns dias.

“Depois que eu acordei do coma eu lembro de todo o período no hospital. São lembranças péssimas porque eu fiquei sem me alimentar por 12 dias, sem tomar banho, só me alimentando pela veia, por sonda mesmo. Estou toda machucada ainda. Agora fiquei mesmo assustada, porque era algo que não esperava. Mas, vida que segue”, concluiu.

via; Obemdito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *