Golpista se passa por pessoa que precisa de ajuda na Ucrânia e faz mulher perder R$ 17 mil; Umuarama

Estelionatário entrou em contato com a vítima por uma rede social pedindo ajuda para despachar bagagens e dinheiro da Europa para o Brasil. Falso funcionário da Alfândega pediu depósitos para liberar suposta encomenda.

Uma moradora de Umuarama, no noroeste do Paraná, perdeu cerca de R$ 17 mil ao ser enganada por um golpista que se passava por uma pessoa que precisava de ajuda para sair da Ucrânia, de acordo com a Polícia Civil.

A vítima procurou a delegacia para registrar um boletim de ocorrência informando que o golpista entrou em contato por um aplicativo de mensagens.

No pedido de ajuda, o golpista afirma que precisava despachar bagagens para o Brasil, incluindo dinheiro. O estelionatário pediu à vítima dados pessoais, como endereço, para enviar a suposta encomenda.

Pouco tempo depois, um outro golpista que se passava por um funcionário da Alfândega no Brasil entrou em contato com a mulher afirmando que havia uma encomenda no nome dela retida no Rio de Janeiro.

Por telefone, o falso funcionário pediu uma transferência de R$ 5 mil para liberar a encomenda. Mais tarde, os golpistas pediram outros dois depósitos, de R$ 1.600 e R$ 10.500.

A mulher disse à polícia que desconfiou que se tratava de um golpe quando surgiram novos pedidos de dinheiro. Com isso, a vítima pediu ajuda para a família e para a polícia.

O caso é investigado pela Polícia Civil, que trabalha para identificar os golpistas.

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.