mundo

Morre Wilsinho Fittipaldi, ícone do automobilismo brasileiro, aos 80 anos…

Morre o ex-piloto de F1 Wilson Fittipaldi, aos 80 anos
Aos 80 anos de idade, morreu nesta sexta-feira, às 6h, Wilson Fittipaldi Júnior, vítima de complicações por uma parada cardíaca sofrida em dezembro após um engasgo. O ex-piloto da Fórmula 1 era irmão mais velho do bicampeão mundial Emerson Fittipaldi e deixa, além dele, a esposa Rita e o filho Christian Fittipaldi, que também teve passagem pela F1. Ele também era tio de Emmo Fittipaldi e tio-avô de Pietro e Enzo Fittipaldi, estes piloto reserva da Haas na F1 e ex-piloto da Carlin na F2, respectivamente.


Wilsinho estava internado no Hospital Prevent Senior na Zona Sul de São Paulo desde o Natal de 2023, mesmo dia em que completou 80 anos. Conforme relatado pela mulher Rita, o ex-F1 se engasgou com um pedaço de carne, sofreu uma parada cardíaca e foi hospitalizado, entubado e sob sedação. Submetido a uma traqueostomia, o ex-piloto chegou a ser extubado e foi transferido no dia 16 de janeiro da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para um quarto do hospital.
Wilson Fittipaldi Júnior, chamado carinhosamente de Wilsinho, nasceu em uma noite de Natal: 25 de dezembro de 1943. Inspirado pelo trabalho do pai, o “barão” Wilson Fittipaldi, que costumava narrar automobilismo, Wilsinho rapidamente se encantou por esse novo mundo. Na década de 70, chegou à Fórmula 1.

No total, foram três temporadas na maior categoria do automobilismo mundial: duas pela Brabham (1972 e 1973) e uma pela Copersucar (1975), na temporada de estreia da equipe brasileira fundada por ele e pelo irmão, Emerson.
Mesmo após encerrar sua participação na Fórmula 1 como piloto, Wilson Fittipaldi continuou no mundo do automobilismo. Foi dele o comando da Copersucar após Emerson passar a correr pela equipe. Assim o trabalho continuou, até 1982 – último ano da equipe dos irmãos Fittipaldi na categoria.
Wilson Fittipaldi ainda disputou outras competições – entre as décadas de 80 e 90, participou de cinco edições da Stock Car. Mesmo neste século, já com mais de 50 anos, fez parceria com o irmão Emerson em 2008 no Campeonato Brasileiro de GT3.
: Via: Globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *